QSG12 (Tier 4 Final/Estágio IV)

Potência 335 - 512 hp
250 - 382 kW
Torque 1700 - 1700 lb-pé
2305 - 2305 N•m
Certificação Tier 4 Final/Estágio IV

Aplicações

Agricultura Construção Mineração Petróleo e gás Ferrovia Perfuração Manutenção de poços

Visão geral:

O novo QSG12 traz uma grande vantagem para as instalações de equipamentos de Tier 4 Final e Estágio IV ao restaurar o tamanho envelope do antecessor do QSM11, usado para aplicações de Tier 3 e Estágio IIIA. Maior eficiência no tratamento de ar e combustão avançada permitem que o QSG12 retorne à simplicidade de um turbocompressor com válvula de escape e atinja emissões quase zero sem a necessidade de um sistema de recirculação de gás de escape (EGR) resfriado. Como resultado, as cargas internas do QSG12 são reduzidas para liberar o potencial de potência extra, enquanto a dissipação de calor é diminuída em mais de 40% em comparação com motores que utilizam o EGR resfriado.

O foco principal do projeto do QSG12 foi atingir uma diminuição significativa no peso para aumentar a relação potência-peso. O bloco esculpido retém uma alta rigidez, ao mesmo tempo em que remove a massa desnecessária. O uso de um material composto para o cárter de óleo e a tampa da válvula oferece maior redução do peso. Com esta abordagem inovadora, o QSG12 alcança um peso de motor notavelmente baixo, com apenas 1900 lb (862 kg) para permitir uma relação potência-peso de alto nível, com 0,27 hp por lb (0,44 kW por kg), mantendo, ao mesmo tempo, toda a resistência e durabilidade estrutural esperada de um motor de caminhão pesado Cummins.

A Série G oferece eficiência em combustível por meio da tecnologia de redução parasítica, sem bombas de fluxo variável que agregam custos desnecessários e reduzem a confiabilidade. Seu projeto de comando de válvulas único no cabeçote (Single Cam In Head - SCIH) com trem de válvulas de rolamento e portas de admissão de alta eficiência, dá continuidade ao tema do projeto, de mínima complexidade e máxima eficiência. O projeto resultante é leve e permite que uma maior carga útil seja entregue, ao mesmo tempo em que exige menos energia na fabricação em comparação com projetos concorrentes.

Com índices que cobrem uma ampla faixa de 335 hp a 512 hp (250-382 kW), o QSG12 oferece uma solução de potência ideal para uma ampla variedade de aplicações, incluindo carregadeiras com rodas, escavadeiras, guindastes e equipamentos de manuseio de materiais e construção de estradas, compressores, máquinas de peneiramento e britagem.

Vantagem de pressão extra-alta
O QSG12 incorpora o sistema de injeção de combustível de pressão extra-alta (XPI) Cummins, derivado do motor maior e mais potente QSX15 de Tier 4 Final. Embora tenha sido diminuído em tamanho para a plataforma de 12 litros, o sistema de combustível XPI mantém todas as características robustas de motor pesado do sistema, comprovado em até 675 hp (503 kW) na versão de 15 litros.

Com múltiplos eventos de injeção impulsionados pelos controles eletrônicos Cummins de alta precisão, o sistema de combustível XPI contribui com um impressionante torque máximo no QSG12 de 1700 lb-ft (2305 N•m), juntamente com um aumento de torque de até 60% disponível. Esses atributos possibilitam ao QSG12 ter uma resposta excepcionalmente rápida a fatores de aumento de carga de baixa rotação do motor.

O XPI tem um papel importante no aumento da sociabilidade do motor, com menos barulho, menor vibração e fornecimento mais suave de potência. O uso de um trem de engrenagens traseiro também contribui com o refinamento geral do motor, ao reduzir a vibração e diminuir o barulho em pelo menos 1 dBA.

Pós-tratamento FAP-RCS ultralimpo
O QSG12 é projetado como um pacote totalmente integrado de entrada de ar até o pós-tratamento de exaustão, pronto para a integração com a máquina. Projetado e fabricado para o motor de 12 litros pela Cummins Emission Solutions (CES), o pós-tratamento combina o filtro de partículas diesel (FAP) com a redução catalítica seletiva (RCS) para alcançar uma exaustão ultralimpa.

Com base na experiência Cummins nos padrões Tier 4 Provisório/Estágio IIIB, o FAP funciona como um dispositivo quase passivo, com regeneração ativa automática que ocorre durante menos de 1% do tempo de funcionamento do motor. O uso de um FAP na corrente de exaustão fornece ao QSG12 uma margem adicional de controle de emissões de Material Particulado (PM) em cargas mais altas do motor, para a realização de uma melhor resposta transiente. O FAP pesado não tem impacto no funcionamento do equipamento, sendo que a máquina continua a funcionar normalmente durante a regeneração ativa automática.

O sistema de RCS desenvolvido pela Cummins para o Tier 4 Final/estágio IV é um projeto de nova geração com um catalisador à base de zeólita de cobre com capacidade para mais de 95% de conversão de óxidos de nitrogênio (NOx), capaz de operar mais eficientemente a temperaturas mais baixas, com sensores avançados que oferecem controle total de circuito fechado. Usando um dosador Ecofit™ UL2 fornecido pela CES, os níveis de dosagem do fluido de escape diesel (DEF)/AdBlue são minimizados devido a um padrão de spray de injeção de alta precisão com decomposição de fluidos mais eficaz.

Quando o custo do DEF exigido pelo sistema RCS é combinado ao custo do combustível consumido, o custo total de operação do fluido do QSG12 para o nível 4 final ainda é menor do que o do motor anterior QSX11,9 no Tier 4 provisório.

A experiência de soluções para emissões Cummins de integrar as tecnologias FAP e RCS em um único sistema não tem equivalente na indústria, sendo que quase 450.000 motores Cummins foram produzidos com esse pós-tratamento combinado.

Feito para os extremos
O QSG12 foi construído para lidar com os mais difíceis extremos de operação enfrentados por máquinas fora-de-estrada. Mesmo funcionando com fatores de carga alta, o QSG12 alcança a mesma vida útil até a revisão famosa alcançada pelo QSM11 no Tier 3 e Estágio IIIA. Os operadores de máquinas com motor QSG12 podem esperar 12.000 horas até a revisão - ou mais. Notavelmente, a revisão de meia-vida do motor não é necessária.

O sistema de pós-tratamento FAP-RCS é capaz de suportar cargas de choque e vibração severas, projetado com durabilidade equivalente à do motor. Além disso, o QSG12 pode funcionar a uma angularidade de 45 graus apenas com o cárter de óleo padrão instalado.

Para fornecer proteção máxima ao motor, especialmente ao funcionar em condições de poeira, o QSG12 possui um sistema integrado de filtragem de ar Cummins Direct Flow™, desenvolvido para as aplicações de nível 4. O filtro de ar Direct Flow fornece maior capacidade de retenção de poeira em um pacote menor, com intervalos de troca de elemento filtrante duas vezes maiores do que os filtros de ar convencionais. O filtro também possui um sensor inteligente incorporado para integrar totalmente o fluxo de entrada de ar à combustão do motor.

Um sistema de filtro de combustível de dois estágios para o QSG12 possui o mais recente agente NanoNet™ da Cummins Filtration, para assegurar que o sistema de injeção de combustível XPI esteja totalmente protegido contra combustível contaminado com partículas rígidas. O agente NanoNet retém quase 99% de todas as partículas a partir de 5 mícrons de tamanho, de modo que o filtro funciona de forma mais eficaz por mais tempo, com menor restrição ao fluxo de combustível.

A expertise da Cummins Filtration também se estende a um filtro coalescente de alta eficiência, para eliminação das emissões de hidrocarbonetos e névoa de óleo do cárter, o que amplia as credenciais de motor limpo do QSG12.

Recursos de adaptação à máquina
O QSG12 é especialmente configurado com uma gama de recursos para adaptação à máquina para facilitar a integração às máquinas em uma gama diversa de aplicações. Por exemplo, o turbocompressor com válvula de escape Cummins está disponível tanto em posição traseira com montagem inferior quanto em posição frontal com montagem mediana, para proporcionar mais flexibilidade de instalação.

Outras opções úteis são a tomada de força dianteira (FEPTO) com até 564 lb-ft (630 N•m), a tomada de força traseira/transmissão hidráulica (REPTO) com até 516 lb-ft (700 N•m) e a transmissão montada lateralmente para uma bomba hidráulica. Para máquinas que exigem frenagem do motor, está disponível uma opção de freio de compressão, ou pode ser utilizado ainda um acelerador de exaustão integral.

O sistema de pós-tratamento ultralimpo FAP-RCS usado pelo QSG12 se adapta facilmente a todos os espaços de instalação de máquinas específicas, devido a um formato modular que possibilita múltiplas configurações tanto na orientação horizontal quanto na vertical.

O motor de diâmetro médio QSG12 complementa totalmente o motor de diâmetro grande do QSX15, ampliando a faixa de potência pesada da Cummins para até 675 hp (503 kW) para o nível 4 final/estágio IV, sendo que ambos os motores compartilham tecnologia de pós-tratamento FAP-RCS semelhante.



Para acessar nossa biblioteca completa de folhetos, clique aqui.
Redirecionando para
cummins.com

As informações que você está procurando estão no
cummins.com

Estamos disponibilizando esse site para você agora.

Obrigado.